terça-feira, 15 de maio de 2007

- Capitulo 1° - A dança das armas

Rache: Quem é você criança, e porque esta balançando minha cabeça? Que fazes aqui?

9°:Eu sou o 9°.

Rache: 9°? Como assim? Isso é algum tipo de brincadeira?
Meu deus, seus olhos eles estão cheios de sangue garoto o que aconteceu com você?

9°:Meus olhos sangram porque a verdade dói, só quando se consegue ver atravez de uma mentira. Se todos fossem como eu, não teríamos problemas com mentiras.

Rache:Veio para me buscar? O que é você menino? Tens corpo de criança e olhos de um velho apático, outrora pensara já ter visto feições semelhantes.

9°: Já estive ao seu lado, algumas vezes em sua vida, por exemplo, no dia em que você tirou a vida daquela jovem.

Rache Pensando: *Meu deus, como ele sabe disso, não havia 1 pessoa sequer, a 1 quilometro do local*

Rache: QUEM É VOCE!!!??

9°: Eu sou as respostas que você esperava, sou os pecados que você cometerá, sou o ...

*Nisso um grande estrondo na porta*

ABRA AGORA, CUIDADO COM ESSA CRIANÇA ELA NÃO É QUEM VOCE PENSA.

9°: Não ligue para o que eles falam, afinal de contas, você sabe muito bem que não tem a temer isso é o que você sempre esperou. Agora você vai ter que escolher entre trilhar aqui sua batalha ou no Vergessenheit.

Rache: O que me espera lá? Nunca ouvi falar desse lugar... Fica nas Américas... ? Versen o que?

9°: Não, não estamos falando de paises, não diga besteiras homem. Escolha logo, ficar aqui ou ir para lá!

Rache: Mas que milagres me traz o mundo dos homens? Já não mais quero viver aqui, onde tudo que é dito tem mais interpretações que o próprio número de palavras da frase formulada.

- O 9° abre a palma de sua mão, lá um símbolo, rodeado de 9 estrelas, e encosta no peito de Rache

Um comentário:

Thiago disse...

Hm... acabou de ganhar um acompanhador dos capítulos.

Forte abraço!